História de Viseu

População estimada 2014 (1) 58.694
População 2010 56.716
Área da unidade territorial (km²) 4.915,073
Densidade demográfica (hab/km²) 11,54
Código do Município 1508308
Gentílico Viseuense
Prefeito                                                                                         Isaías José Silva Oliveira Neto

Histórico

Viseu Pará

Histórico

Os primeiros europeus a pisarem nas terras do atual município de Viseu foram franceses, que no começo do século XVII se estabeleceram no Maranhão e travaram com os Tupinambás, no rio Piriá.

Em 1613, a expedição enviada por Gaspar de Souza para desalojar os franceses levou o Diogo de Campos a convencer Jerônimo de Albuquerque a fortificar o Piriá e estabelecer aliança com os índios Tremembés, inimigo dos Tupinambás, inimigos dos Tupinambás, e portanto, hostis aos franceses.

O primeiro povoado da região, fundado em 1620, por ordem de Francisco Coelho de Carvalho, consistia numa aldeia de índios Apitiangas, à margem do rio Gurupi.

O território de Viseu fez parte da Capitania de Gurupi, doada por Felipe III de Espanha, por carta de 9 de fevereiro de 1622, a Gaspar de Souza. Governador Geral do Brasil, de 1612 a 1616. A capitania estendia-se do rio Caeté ao rio Turiaçu, com 20 léguas de fundo.

Francisco Coelho Carvalho, na viagem que fez a Belém, entrou no rio Gurupi para visitar a povoação de Vera Cruz, e desrespeitando a carta régia de Felipe III, doou a capitania a seu filho Feliciano de Carvalho, no mesmo ano.

A corte de Madri, entretanto, desaprovou o ato. a requerimento de Álvaro de Souza, filho de Gaspar de Souza e seu herdeiro. A Feliciano Coelho de Carvalho, em compensação, foram doadas as terras do Camutá, onde ele fundou a Vila Viçosa de Santa Cruz.

Álvaro de Souza fundou Souza do Caeté, à margem do rio Caeté, lançando os alicerces da atual sede de Bragança, erigida mais tarde a montante da antiga vila do primeiro donatário.

Gentílico: visinense ou viseuense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Viseu, em 1758.

Elevado à categoria de Vila com a denominação de Viseu, pela lei provincial nº 301, de 22-12-1856, desmembrada da Bragança. Sede na antiga vila de Viseu. Instalado em 07-01-1858.

Elevado à categoria de cidade com a denominação de Viseu, pela lei estadual nº 324, de 06-07-1895.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede.

Pelo decreto estadual nº 6, de 04-11-1930, o município de Viseu é extinto, sendo seu território ficando sob administração do estado. Disposição está confirmada pelo decreto estadual nº 78, de 27-12-1930.

Pela lei estadual nº 8, de 31-10-1935, Viseu volta figurar novamente como município. Em divisões territoriais datada de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 4 distritos: Viseu, Emboranunga, Gurupi e São José do Piriá. Pelo decreto-lei estadual nº 2972, de 31-03-1938, o distrito de Emboranunga passou a denominar-se Fernandes Belo. Pelo decreto-lei estadual nº 3131, de 31-10-1938, é criado o distrito de Camiranga com terras desmembrada do distrito de São José do Gurupi e anexado ao município de Viseu.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 5 distritos: Viseu, Fernandes Belo ex-Emboranunga, São José do Gurupi ex-Gurupi, São José do Piriá ex-São João do Piriá e Camiranga.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 5 distritos: Viseu, Camiranga, Fernandes Belo, São José do Gurupi e São José do Piriá.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-VII-1997.

Em divisão territorial datada de 14-V-2001, o município é constituído de 4 distritos: Viseu, Fernandes Belo, São José do Gurupi e São José do Piriá.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

síntese das informações

Área da unidade territorial 4.915,073 km² l
Estabelecimentos de Saúde SUS 17 estabelecimentos
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal – 2010 (IDHM 2010) 0,515
Matrícula – Ensino fundamental – 2012 14.114 matrículas
Matrícula – Ensino médio – 2012 2.526 matrículas
Número de unidades locais 216 unidades
Pessoal ocupado total 2.276 pessoas
PIB per capita a preços correntes – 2012 4.149,58 reais
População residente 56.716 pessoas
População residente – Homens 29.817 pessoas
População residente – Mulheres 26.899 pessoas
População residente alfabetizada 36.038 pessoas
População residente que frequentava creche ou escola 24.508 pessoas
População residente, religião católica apostólica romana 45.582 pessoas
População residente, religião espírita pessoas
População residente, religião evangélicas 9.661 pessoas
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes – Rural 90,00 reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes – Urbana 144,29 reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio – Rural 802,54 reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio – Urbana 865,58 reais

Notas

(1) Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais.

NOTA 1: Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2014 publicadas no Diário Oficial da União em 28/08/2014.

NOTA 2: A população do município de Jacareacanga (PA) reflete resultado de decisão judicial.

NOTA 3: Consulte o link http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/estimativa2014/estimativa_tcu.shtmpara verificar atualizações e consultar estimativas da população de anos anteriores.

Fonte

IBGE